Sindicatos concordam com instalação de câmeras em fardas de policiais

Sindicatos concordam com instalação de câmeras em fardas de policiais

- EmDestaques, Policial
Share Button

SSP diz que iniciativa visa resguardar e tornar transparente as ações dos integrantes da segurança pública no dia a dia com a sociedade

POLICIAISJIHBNIUODCA proposta de instalação de câmeras portáteis nas fardas em fardas da Polícia Militar e Polícia Civil é bem vista pelos sindicatos que representam as categorias. Tanto a Associação de Policiais Militares da Bahia (Aspra) quanto o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) concordam que a medida será benéfica na rotina contra o crime.

Para o presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, a filmagem de operações policias vai mostrar um outro lado da instituição. “A gravação e o monitoramento são essenciais para demonstrar que somos uma Polícia cidadã, que respeita os direitos humanos. O sindicato não tem objeção. É um processo de proteção aos policias até para não serem vitimas de falsas denúncias. O que for para trazer transparência e credibilidade para a instituição, o sindicato está a favor”, disse ao bahia.ba. 

Já o coordenador geral da Aspra e deputado estadual soldado Prisco (PSC), acredita que a ferramenta trará mais segurança aos policiais. “Eu acho ótimo, muito bom. Espero que essas câmeras sirvam principalmente para a segurança do policial. Aí as pessoas vão ver a realidade. Vai dar segurança para que os policiais não cometam arbitrariedades, como as que o comando da PM vem praticando em colocar os policiais em lugares totalmente inseguros. Não temos nenhum problema em relação a isso”, afirmou Prisco.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou nesta semana que elabora um Termo de Referência para uso dos equipamentos. De acordo com a pasta, um Grupo de Trabalho formado por integrantes das forças de segurança voltará a se reunir nesta sexta-feira (28), para análise de dados. Ainda segundo a secretaria, a iniciativa visa resguardar e tornar transparente as ações dos integrantes da segurança pública no dia a dia com a sociedade.

Exemplo

Neste mês, o governo de São Paulo intensificou o uso da câmeras portáteis nas fardas de policias. Em maio, o programa ‘Olho Vivo’ ampliou de 500 para 3.000 o número de filmadoras.

O equipamento adquirido permite a gravação automática e ininterrupta do turno de 12 horas de cada policial militar. O programa dispensa a necessidade de acionamento manual das câmeras e também deve evitar a perda de imagens.

Facebook comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *